125 customizada - Relato de internalta

Relato de Fernando:


"Tudo começou em 2006 quando um amigo/cliente, adquiriu uma Suzuki Intruder 125, zero kilometro já com a intenção de transforma-la em uma Bobber, modelo old school.
Este meu amigo/cliente deixou a moto em minha oficina para que pudesse iniciar sua transformação sem nem mesmo ter andado muito com ela. Antes de começar qualquer coisa, foram muitas reuniões e bate papos até que deu-se início a execução do projeto com as modificações e fabricação das peças.
Inicialmente foram elaborados desenhos únicos para o que seria confeccionado e utilizando-se chapas e tubos de aço, além de alumínio, deu-se início a produção artesanal de cada peça e acessório desenhados.
A lista de peças feitas à mão é enorme: guidão com fiação interna, pára-lamas dianteiro e traseiro em chapa de aço, caixa de bateria também em chapa de aço, lanterna traseira modelo “soco inglês”, setas em alumínio, retrovisores cônicos torneados em alumínio, banco modelo selim fixado com trava, suporte de chave e partida, suporte do farol “dando impressão” de estar flutuando, balança traseira inteiramente confeccionada, velocímetro com luz de neutro interno, comandos avançados com pedaleiras, berço duplo do quadro, escapamento cano reto com silencioso interno com miolo removível, câmbio na mão e embreagem no pé (câmbio suicida).


As mesas foram mantidas originais, o ângulo do caster continuou o mesmo, com isso mantendo uma boa dirigibilidade da moto. O tanque de combustível é o original, com uma leve inclinação para cima. O pára-lama traseiro foi fabricado com reforços para a acomodação de uma garupa com um banco individual.
O processo todo de transformação durou aproximadamente um ano. Durante esse período a ansiedade foi muito grande, pois todos queriam ver o resultado de todo o planejamento. A expectativa em transformar uma moto de 125cc foi grande por que normalmente se customizam motos com maiores cilindradas, pois os custos são altos devido à mão-de-obra na confecção de peças artesanais
Os modelos com cilindradas menores, são normalmente utilizados com mais freqüência, no dia-a-dia das cidades. Após a transformação dessa Intruder, as modificações não interferiram em nada o seu uso, tanto urbano quanto na estrada. A posição dos pés principalmente, em muito ajudou no conforto da pilotagem.
Um detalhe importante e curioso deve ser observado nessa bobber. O câmbio da moto é na mão e não no pé esquerdo, como é na maioria das motos da atualidade. Por causa dessa mudança, a embreagem também não esta no seu local habitual. Ela foi colocada no pé esquerdo. Esse tipo de câmbio é conhecido como “câmbio suicida”, utilizado em algumas motos antigas.

O ronco do motor ganhou outro som devido ao escapamento novo, caracterizando ainda mais o estilo, uma atração aos ouvidos mais exigentes.
A moto ficou com duas opções de uso. A primeira é para o uso individual, com apenas o banco do piloto e a segunda é colocar o banco do garupa sob o pára-lama traseiro e neste caso é só colocar as pedaleiras traseiras de volta na moto e viajar tranqüilamente.
Mais detalhes
Os punhos de luz foram substituídos por botões com fiação interna no guidão.
Em todas as peças confeccionadas em aço utilizei a solda pelo processo “TIG”, excelente para esse tipo de serviço, conferindo um ótimo acabamento.
A cor da moto permaneceu a original, preta com perolizado azul, sendo os pára-lamas e a caixa da bateria pintados desta mesma cor, o que deu um pouco de trabalho.
O filtro de ar foi substituído por um modelo retrô e no pneu traseiro foi colocada uma faixa branca, também em estilo antigo. As rodas foram pintadas na cor preto fosco e faixas vermelhas refletivas foram colocadas.
A capa do banco foi feita em couro sintético, confeccionada em uma máquina de costura caseira, dando um pouco de trabalho.
O resultado final foi uma moto mais baixa que a original e mais comprida devido a nova balança e é um sucesso.
Um abraço a todos!!!!!"



Fonte: http://www.allcustombiker.com/?p=1035
Fernando

4 comentários:

  1. Rodrigo G. Almeida28 de maio de 2010 12:02

    Ola... Adorei as Intruder´s, tenho uma com prolongador de comando, e gostaria muito de transformá-la em uma Chopper, com encosto pata as costas e pára-lama curto. Não pretendo mexer no gidão, só na parte de traz. Tem uma noção de onde posso encontrar alguém aqui em Campinas-SP, que faça esse serviço. E outra duvida é possível alterar o motor da Intruder 125cc não 2003, para ficar mais forte, pois fiz uma viagem com a “valente” de 780 KM, de Campinas-SP para Parati-RJ, com muito peso entre barraca de camping e outras coisas, mas nas subidas “aì”.
    Grato pela atenção e parabens pelo “blog”!!!

    ResponderExcluir
  2. Ola camarada, adodei sua moto gostaria de mais detalhes pois tenho uma intruder 125 e quero muito fqazer uma bober como a sua.

    meu msn é pauloasj@hotmail.com me adiciona ok.

    abraços

    ResponderExcluir
  3. viu algem q possua intruder 250 saberia se tem substituicao de vhave de partida e luz da 250 ou so original qria saber alguma dica obrigado marcos cascavel parana

    ResponderExcluir

Participe com sugestões/dicas